Revista Oralidades lança seu novo número com o dossiê “Diversidades e Direitos”

Por Vanessa Generoso Paes e Márcia Nunes Maciel

A História Oral cada vez mais se legitima como estatuto de saber em diálogo como outros, ao invés de mera ferramenta auxiliar de pesquisa. A fundação da Associação Brasileira de História Oral (ABHO) em 1994 e a realização, no Rio de Janeiro, da X Conferência Internacional de História em 1998 foram marcos de um período no qual o termo, a ideia e a prática de História Oral se propagaram em universidades, centros de pesquisa, de documentação, museus e arquivos. Em nossos dias, a História Oral vem sendo desenvolvida em diferentes espaços: na academia, em comunidades e em instituições públicas e privadas, o que qualifica essa área do conhecimento como uma das mais promissoras tendências de entendimento da sociedade.

Dentro desse contexto, a Oralidades: Revista de História Oral surgiu em 2007 com o objetivo de contribuir para a discussão do fazer e do pensar da História Oral, oferecendo-se como espaço privilegiado de diálogo para pesquisadores de diferentes áreas e experiências. É necessário registrar que, além dela, só existe no Brasil um periódico acadêmico dentro dessa área do conhecimento, justamente a da ABHO. Sendo assim, a Oralidades ocupa papel importante no debate acadêmico (e também social), divulgando pesquisas desenvolvidas tanto no país como fora dele. A revista tem periodicidade semestral e publicou até o momento dez números. Desde 2010, possui também edição eletrônica, sendo possível acessar todos os números anteriores no seu site.

capa_oralidades_11_web

A Oralidades contempla artigos de pesquisadores de diversas áreas do saber articulados com a história oral no âmbito local, nacional e internacional. No sentido de organizar tal produção e reunir textos afins, a revista adotou a ideia de dossiês temáticos, os quais são propostos e coordenados por professores e pesquisadores que estão vinculados ao NEHO. A revista é organizada e dividida em seis sessões: Linha & Ponto, Dossiê, Provocações, Historia Oral de Vida ou Entrevista, Tradução, Resenhas. Na Linha & Ponto, são apresentados textos de caráter ensaístico produzidos por autores convidados. No dossiê, articulam-se artigos referentes à temática escolhida para a edição. A sessão Provocações é o espaço para textos inovadores e provocativos sobre aspectos teóricos e práticos da história oral. História Oral de Vida ou Entrevistas prioriza as diferenciadas formas de apresentar resultados de entrevistas em História Oral. Tradução é um espaço reservado a textos de relevância internacional do debate da história oral. A sessão Resenhas atualiza a produção tanto em História Oral quanto com o diálogo que estabelece com os diferentes saberes. No conjunto das sessões, são reunidos temas que priorizam questões pertinentes à pesquisa da contemporaneidade. Seus autores desenvolvem reflexões e relatam experiências a partir de suas diferentes pesquisas ligadas à história oral.

O novo número da revista, cujo dossê temático é Diversidades e Direitos pode ser acessado no link abaixo:

Oralidades Diversidades e Direitos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s